Vários meses depois de ter sido roubada a estátua do Dr. João Lopes Soares do largo da Abadia, o local voltou a ter um busto, apesar de não ser o mesmo que esteve lá durante 14 anos.

A Junta da União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes entendeu que deveria ser arranjada uma alternativa para o sucedido, uma vez que as autoridades competentes nunca mais conseguiram descobrir a peça roubada em Julho de 2014, tendo sido mandado fazer outro busto, desta vez em mármore.

O trabalho foi acompanhado pelo escultor Fernando Marques, autor das duas primeiras peças de arte fundidas em bronze, uma das quais ainda no jardim da Casa-Museu João Soares, nas Cortes.