WebMar19 Rali

 

As vinhas e os terrenos agrícolas da Reixida voltaram a ser invadidos pelo espírito desportista e a vontade de vencer. “Rota das Vinhas” – a prova de resistência de três horas em circuito de terra – já é um rali mítico que, todos os anos, atrai centenas de pessoas à freguesia.


Um domingo apoderado pelo som dos motores, muito pó no ar e a natural e entusiasta agitação de centenas de pessoas que correm por gosto ou que assistem a algo que gostam.
O dia começa com a chegada das equipas, o arranque dos motores e as primeiras voltas à pista. Pista essa, irregular, em terrenos agrícolas, cheia de buracos, pedras e desníveis que caracterizam a dificuldade e a adrenalina desta prova. Lugares por onde, ao longo de todo o ano, passa muito pouca gente, a pé ou de trator. E, apesar da prova ter sido fundada numa época em que toda a encosta era repleta de vinhas, ainda são algumas as que sobrevivem aos tempos e continuam a ser amanhadas pelos populares da terra. O barulho e a agitação acalmam na hora do almoço, tempo em que as equipas recolhem à zona das ou boxes e fazem um autêntico piquenique em conjunto, com as equipas, os amigos e os familiares. É logo depois do almoço que toda a aventura começa. Forma-se a grelha, de acordo com os lugares alcançados durante a manhã e dá-se o arranque. Seguem-se três horas de disputa dentro do circuito e de convívio nos terrenos que o envolvem. Pelos terrenos agrícolas há até quem faça, junto aos pontos mais interessantes da prova, autênticas churrascadas. Uma forma diferente e autêntica de assistir ao espetáculo durante toda a tarde. Pouco mais de três horas e dois minutos foi precisamente o tempo que Fernando e Alexandre Oliveira, com um Toyota E11, precisaram para conquistar o primeiro lugar da edição deste ano e levar para casa “250 parras”. Com uma volta a menos, alcançando o segundo lugar do pódio e “175 parras”, ficou João Vieira, com um Datsun 1200. Com o mesmo número de voltas e pouco mais de um minuto de diferença, ficou Pedro Bento e Ricardo Frazão, num Peugeot 205, alcançando o terceiro lugar e “125 parras”. A melhor volta, feita em menos tempo (3:14.548) foi conseguida pela equipa Tiago Santos e André Santos, com um Opel Corsa, que ficou em 6.ª posição na classificação geral.
Esta 15.ª edição aconteceu a 17 de Fevereiro, contou com 22 carros participantes, muito pó e uma excelente adesão por parte do público. Uma edição sem incidentes e “épica”.
Uma organização da Associação Cultural Desportiva e Recreativa da Reixida, que contou mais uma vez com uma vasta equipa de voluntários e o apoio logístico do Núcleo de Desportos Motorizados. 


Sem imagens

Agenda de eventos

June 2019
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

geometriadomovelweb.jpg