E com a alma despedaçada e o coração vazio que escrevo estas linhas. A vida que pode ser tão boa, é também muito injusta.

Essa mesma injustiça atingiu-nos a todos com um adeus demasiado prematuro. Este adeus ao Jorge deixa-me sem palavras e incrédulo perante esta tragédia inacreditável. Vais deixar um vazio enorme nas vidas de todos os que gostavam de ti e era tão fácil gostarmos de ti.
A amizade não depende de coisas como o tempo e o espaço. Mesmo não te tendo por perto, e sem o aqui e o agora, sempre que estivermos a pensar em ti, ou fazer algo que gostavas, estaremos a celebrar a nossa amizade.
Até um dia, amigo.


56730576_2263891023650261_4367810035829440512_n.jpg

Agenda de eventos

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

manetaWEB.jpg