Durante muitos anos Leiria, como cidade e capital de distrito, teve a carência de um espaço museológico onde os cidadãos residentes ou em viagem de turismo tivessem a oportunidade de conhecer mais de perto a nossa diversidade histórica e etnográfica que esta cidade princesa do lis guarda consigo. Foi certamente esta lacuna cultural que motivou, há mais de nove décadas, um grupo de intelectuais, a lançar as bases para um futuro museu leiriense, cujo espolio oferecido, mas sem casa própria, ficou á espera de dias melhores.

Contudo, como diz o povo na sua sabedoria popular, “mais vale tarde que nunca”, e hoje, ao vermos que este sonho se tornou realidade, é motivo para se regozijarmos por mais uma vitória alcançada em prol dos nossos valores culturais. Porém, a nobre missão do museu de Leiria não está só confinada a um espaço onde os visitantes pagam o seu bilhete e admiram as peças em exposição, porque isso é, apenas, um componente. É necessário ir muito mais além e formar um quadro de trabalho com uma equipa no terreno dinâmica, capaz de sensibilizar as populações para a importância deste projecto, e desbravar um campo abandonado onde o desinteresse tem sido um factor determinante para que muitos valores históricos se tenham perdido ou destruído para sempre. Um prejuízo imenso para todo o nosso património histórico-cultural.

Leiria reúne todas as condições para ter um dos melhores e mais activos museus do país porque, como uma cidade localizada num eixo geográfico onde durante milhares de anos se cruzaram diversas civilizações, herdou como legado. Uma diversidade etnográfica riquíssima assente em tradições e costumes. Com uma antiguidade que remonta a milhares de anos e cuja preservação tem tido uma ajuda preciosa não só dos diversos núcleos museológicos regionais que ,felizmente, foram surgindo, como também, da dedicação de uma vasta geração de estudiosos que cientes dos nossos valores ao longo dos anos e apenas por amor á camisola, tem recusado baixar os braços e regatear esforços para que confortavelmente sentados numa sala de leitura, os cidadãos tenham a oportunidade de conhecer e compreender melhor o historial de lugares e freguesias do concelho. Uma missão árdua para se tentar levantar sempre mais o véu das brumas do passado e elevar mais o conhecimento humano, um guião muito importante, também, para que o museu de Leiria honrando o esforço destes exemplos, inicie a sua jornada de enriquecimento cultural, continuando dentro do mesmo espirito, a emanar a luz das nossas raízes culturais.


67820077_2466386873400674_6417341796388438016_n.jpg

Agenda de eventos

May 2019
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

m_tenda.jpg