Ao fim de cerca de 100 anos, a cidade de Leiria viu finalmente o seu Museu instalado. A inauguração oficial foi feita no dia 15 de Novembro de 2015 pelo Presidente da Câmara, Dr. Raul Castro, e pela Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Dra. Ana Abrunhosa, na presença de outras entidades e de algumas centenas de convidados.
O Museu de Leiria ocupa agora, em termos definitivos, o velho convento de Santo Agostinho de Leiria, erigido na segunda metade do século XVI e submetido a restauro nas últimas décadas, com as devidas adaptações para servir os desígnios desse projecto secular e não pouco atribulado.
Depois dos discursos oficiais ouvidos e presenciados no claustro, os convidados visitaram pormenorizadamente o novo equipamento da cidade.
Os leirienses têm agora mais um motivo de orgulho pela criação desde espaço que representa um investimento de 2,8 milhões de euros, comparticipado em 85% por fundos comunitários e que testemunha uma boa parte da história de Leiria, reforçando assim a identidade do concelho.
No seu discurso, Raul Castro recordou que «este Museu de Leiria foi criado por decreto estatal a 15 de novembro de 1917, sob a denominação de Museu Regional de Obras de
Arte, Arqueologia e Numismática de Leiria» e sublinhou o facto de que, «quase um século depois, mais concretamente 98 anos, Leiria foi capaz de concretizar um museu que era até agora provisório e itinerante».
Raul Castro afirmaria que «este é, pois, mais do que um museu e mais do que um espaço cultural a somar a todos os outros que o município tem conseguido concretizar, apesar de todas as adversidades que são notoriamente conhecidas», garantindo que, a partir de agora, «vai constituir-se como uma âncora de investigação e tudo será feito para que se afirme pela sua qualidade de oferta e programação cultural».
O Presidente da Câmara anunciou ainda, com “redobrado orgulho”, «que o Museu de Leiria, para além de dispor de Guiões em Braille, é a partir de hoje o primeiro a nível nacional a disponibilizar aos seus visitantes um Guião em Sistema Pictográfico, o que será uma mais-valia para a comunicação que pretendemos privilegiar neste espaço cultural».
São três os níveis por que se distribuem os materiais e valências do Museu de Leiria.
No piso 0, para além da recepção e do bengaleiro, abre-se o amplo e luminoso claustro. Em anexo estão a loja, a cafetaria e os sanitários. Depois mais dois espaços: uma sala polivalente (antiga sala do Capítulo) e serviços educativos. É neste piso que se encontram implantados o laboratório, a área técnica e as reservas do Museu.
Num piso intermédio, foi instalada mais uma sala polivalente e outro espaço para reservas.
Finalmente, no piso 1, temos a área expositiva propriamente dita: a abrir, uma sala com a exposição de longa duração; e, a terminar, uma sala de exposições temporárias. É neste piso que se localizam igualmente os serviços administrativos e o Centro de documentação.

Museu06


O Museu de Leiria está aberto todos os dias das 9h30 às 17h30 e tem entrada paga. 


67820077_2466386873400674_6417341796388438016_n.jpg

Agenda de eventos

May 2019
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Assine o Jornal das Cortes AQUI!

Por apenas 15€ por mês (nacional) ou 25€ (estrangeiro)

m_tenda.jpg